Login

Lost your password?
Don't have an account? Sign Up

Apagão Florestal: comércio de madeira tende a aquecer

Atento ao cenário de produção e fornecimento de madeiras nobres a um mercado consumidor altamente exigente, o Instituto Brasileiro de Florestas (IBF) destaca o Apagão Florestal. De acordo com estudos sobre o fornecimento de madeira, está prevista a diminuição de áreas privadas para produção e extração de madeiras devido a pressões na Amazônia e, por outro lado, ocorrerá o aumento na demanda por madeiras nobres serradas.

Em 2016, os produtos madeireiros provenientes da extração vegetal (floresta nativa) foram responsáveis por uma movimentação de R$ 2,8 bilhões, enquanto a produção da silvicultura foi de R$ 13,7 bilhões (equivalente, em valor, a 83% da extração madeireira). O Brasil produziu cerca de 11,45 milhões de metros cúbicos (m³) de madeira para fins industriais provenientes da Amazônia, número que deverá cair para 5 milhões até 2030. Em paralelo, a demanda estimada aumentará para 21 milhões de m³, resultando na diferença de 16 milhões de m³ de madeira até 2030.

Fonte: https://www.ibflorestas.org.br/

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram