Login

Lost your password?
Don't have an account? Sign Up

Por que vale a pena fazer a correção de solo?

Como visto anteriormente, solos ácidos nem sempre são ideais para a cultura que se deseja plantar comercialmente e pode até inibir o crescimento das plantas como é o caso de florestas de mogno africano, por exemplo. Essa acidez tende a diminuir a absorção de cálcio (Ca) nas raízes, que são responsáveis pelo fortalecimento da planta.
Por isso, recomenda-se analisar tanto o solo quanto as características da cultura que se deseja plantar no local.
Em alguns casos pode haver a presença de substâncias tóxicas em excesso como alumínio (Al) e manganês (Mn) que impedem o desenvolvimento do sistema radicular da planta, ou seja, prejudica a formação da raiz – responsável pela absorção de nutrientes como potássio (P), nitrogênio (N), cálcio (Ca) e magnésio (Mg), tornando as mudas mais suscetíveis a tombamentos, impactando diretamente na produtividade da cultura em questão.
Para a correção de solo geralmente é recomendada por meio da gessagem e/ou calagem, a qual consiste em aplicar substâncias para aumentar o teor de cálcio e enxofre, a fim de haver mais interação e absorção de nutrientes. Para isso é preciso seguir as orientações de um especialista que irá prescrever qual é melhor o corretivo mais indicado para aquela determinada situação e se os insumos são a base de calcário dolomítico, calcítico, magnesiano, entre outras
opções. Vale lembrar que ambos os processos de correção de solo, como a gessagem e a calagem, podem ser realizadas conjuntamente não interferindo entre si.O solo corrigido permite que as plantas cresçam mais rapidamente e sejam mais resistentes a pragas e doenças, principalmente no caso do mogno africano.
Fonte: https://www.ibflorestas.org.br

Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram